Cirurgia funcional do nariz: Septoplastia / Turbinectomia

Doenças de pele podem se agravar no inverno; saiba como prevenir!
21/03/2018

Cirurgia funcional do nariz: Septoplastia / Turbinectomia

 

Cirurgia funcional do nariz: Septoplastia / Turbinectomia

Septoplastia:

Septoplastia é uma cirurgia realizada para a correção de desvios existentes no septo nasal, de forma a deixá-lo o mais reto possível. O objetivo da cirurgia é melhorar a respiração nasal. O septo nasal é a parte do nariz que divide a cavidade nasal em duas partes, devendo estar centralmente localizado. É constituído por mucosa, cartilagem e osso. 

Indicação:

Pacientes portadores de desvio de septo nasal que apresentam nariz entupido e que não melhoram com tratamento com medicamentos.
 Pode ser associada à Rinoplastia Estruturada (plástica de nariz) para pacientes com o nariz torto que desejam melhorar a estética e a função nasal (Rinosseptoplastia).

Como é feita:

A operação geralmente é realizada por dentro do nariz, não sendo realizadas incisões externas, a não ser em casos muito complicados. Demora aproximadamente 40 a 60 minutos, dependendo da complexidade. O septo nasal, como todo o restante da cavidade nasal, é coberto pela mucosa nasal. Para expor as deformidades ósseas e cartilaginosas do septo, descola-se esta cobertura mucosa. Após a remoção e remodelagem das áreas deformadas, a mucosa nasal é reposicionada e suturada. Não há necessidade de uso do tampão nasal no pós-operatório, na grande maioria dos casos. 

Riscos e complicações:

É considerada cirurgia de baixo risco. Raramente ocorrem sangramentos importantes em que há necessidade de uso de tampão nasal ou cauterização de vasos sangrantes. Em casos raros podem ocorrer sinéquias (aderências) e perfuração do septo nasal por cicatrização inaqueda. O índice de satisfação com essa cirurgia é muito alto. 

Cuidados pós-operatórios:

Normalmente, o paciente recebe alta no mesmo dia. Repouso relativo por 48 horas após a cirurgia. Neste período é normal a saída de pequena quantidade de sangue pelo nariz ou garganta. Atividade física pode ser iniciada após 10 dias, a critério do médico. A limpeza nasal rigorosa, em casa (lavagens com soro fisiológico) e no consultório médico deve ser feita, especialmente no primeiro mês após o procedimento. O retorno ao consultório deve ser semanal, para remoção de crostas que por ventura venham a se formar. Geralmente a   Septoplastia é associada à Turbinectomia, o que otimiza e completa o resultado final.

Turbinectomia ou conchotomia:

É uma cirurgia funcional que tem por objetivo a diminuição do tamanho das conchas ou cornetos nasais.

Conchas, turbinas ou cornetos nasais são projeções ósseas existentes no interior da cavidade nasal, recobertos por mucosa. Sua função é aquecer, umidificar e filtrar o ar respirado.

Existem cerca de três conchas de cada lado (superior, média e inferior). Não confundir com adenóide. Os cornetos ficam dentro do nariz e são uma das principais causas de obstrução nasal em adolescentes e em   adultos. A adenóide fica na região entre o nariz e a garganta (rinofaringe) e é importante causa de obstrução nasal em crianças (no adulto a adenóide praticamente não existe). 

Indicação:

A Turbinectomia está indicada quando o paciente apresenta obstrução nasal importante decorrente do aumento do corneto, que não responde ao tratamento medicamentoso, geralmente em consequência de Rinite Alérgica e Rinite Medicamentosa (dependência de descongestionante nasais). 

Como é feita;

Consiste na remoção do excesso dos cornetos, por via endoscópica. A cirurgia dura cerca de 30 minutos. Normalmente não é necessário uso de tampões. 

Riscos e complicações:

É considerada uma cirurgia de baixo risco. Raramente ocorrem sangramentos importantes em que há necessidade de uso de tampão nasal ou cauterização do vaso sangrante. O resultado funcional é muito bom. 

Cuidados no pós-operatório:

Geralmente a alta é no mesmo dia. Repouso relativo por cerca de 48 horas após a cirurgia. Neste período é normal a saída de pequena quantidade de sangue pelo nariz ou garganta. Atividade física deve ser iniciada somente após 10 dias ou a critério médico.
É importante a realização de limpeza nasal rigorosa especialmente no primeiro mês após o procedimento, com lavagens várias vezes ao dia, usando soluções de soro fisiológico. Neste período será necessário retorno semanalmente ao consultório, para que sejam removidas crostas que por ventura venham a se formar.
Portadores de Rinite Alérgica devem fazer acompanhamento e tratamento da doença mesmo após a cirurgia para evitar recidiva (retorno dos sintomas).

Dr Carlos R. Schlischka - Cirurgia funcional do nariz: Septoplastia / Turbinectomia 

Os comentários estão encerrados.